Ma’aser Le YAHUAH (Dízimo para YAHUAH)

COMO ENTENDEMOS A ORDEM DE MELECH-TZEDEK (MELKISEDEQUE)?

Estudo baseado nos estatutos da YATI/NYA

Traduzido pelo Moreh Yahusef Ben Avraham afiliado a YATI/NYA

  • Noah (Noé) – Pode ter sido considerado o primeiro Melech-Tzedek, mas era mais um mentor do que um sacerdote.
  • Shem (Sem) – Bereshit-Gênesis 11:10-26 – Este é o início oficial da ordem de Melech-Tzedek. Como visto em Gênesis 10:22, Shem tinha 5 filhos do sexo masculino e todos os filhos de Shem estão listados. Existiam muito mais! Mas eles não eram da ordem de Melech-Tzedek. Essa ordem é listada separadamente em Bereshit/Gênesis 11:10-26. YAHUAH parece ter isolado a ordem e os listado separadamente, já que não havia sentido de repetir a genealogia apenas por causa desta repetição. Não sabemos por que ela está listada separadamente.
  • Arfaxade – não funcional, Shem estava vivo.
  • Salah – Não é funcional, Shem estava vivo.
  • Ever (Heber) foi o primeiro hebreu, funcional. Sabemos de Sefer Yahshar que Yaakov viveu através do ministério de Ever como Melech-Tzedek. Shem morre, e nunca assumiu a escola da Torah.
  • Peleg – A terra foi dividida em Seus dias Bereshit-Gn.10:25. Foram divididas as nações não só literalmente, mas também espiritualmente, ou seja, a ordem de Melech-Tzedek chamando às nações para YAHUAH, enquanto Satanás, chamando as nações para Nimrod e para a nova cidade da Babilônia.

Muitos homens reuniram-se na Babilônia na cidade de Nimrod (Bereshit-Gn. 11:9), ou da maneira de Shem, sacerdote de YAHUAH! – Shem e Ever, ambos funcionam como Melech Tzedek.

 

A ORDEM É AUMENTADA

  • Reu – Não exercem: Shem e Ever, funcionam como Melech-Tzedek.
  • Serug – Não exercem: Shem e Ever, funcionam como Melech-Tzedek.
  • Nachor – Não exercem: Shem e Ever, funcionam como Melech-Tzedek.
  • Terach – (viveu como um pagão de todos os modos) Não exercem: Shem e Ever, funcionam como Melech-Tzedek.
  • Avraham – Que continua através de Avraham e não de seus irmãos Naor ou Charan. Observe que não foi por tribo que eles foram escolhidos, mas por um juramento!!! Assim como o chamado de Yahushua! Shem e Ever atuam como Melech-Tzedek, com Avraham agora também ordenado pela ordem por intermedio de Shem em Gênesis 14! Na Peshitta Aramaica da Torá em Bereshit-Gn.14:19 há uma ligeira variante que faz a ordenação de Avraham na ordem de melech-Tzedek ainda mais segura. Lê-se assim:

– “Bendito seja Avram “PARA” El-Elyon”.

Note que isso é muito diferente da maioria dos textos, onde é lido “DO, DE, PELO” El Elyon. A palavra “PARA” indicaria a ordenação e separação de Avraham como um sacerdote na ordem de YAHUAH, ao contrário, sendo YAHUAH seu Elohim e o nosso também. Veja e leia todo Gênesis 18, Avraham como o kohen (sacerdote) intercede da mesma forma que Shem, e YAHUAH permitiu isso.

Itzchak, Shem e Ever, atuam como Melech-Tzedek, com Itzchak ordenado na ordem em que Shem e Ever, juntando-se a Avraham. Esta linhagem é digna do sacerdócio estabelecido por e pela aliança.

  • Yaakov – Shem morre e Ever atua como Melech-Tzedek, com Yaakov ordenados na ordem por Shem antes de sua morte. Agora é só Yaakov e Ever. Ambos morrem. A ordem é colocada em espera, como Yisrael vai para o Egito por negociação em “royalties” para a escravidão. A ordem dos Melech-Tzedek logo adormece após os 12 filhos, 12 tribos, até os levitas possuírem o sacerdócio.
  • Em seguida, a Torá é coloca na ordem de espera novamente – para os levitas receberem o sacerdócio.

Uma vez que o Templo e os altares são destruídos, Yahushua entra nesta ordem e nos leva até Ele.

  • Yahushua – Reaviva a ordem depois de 3500 anos que esteve adormecida.
  • Todos discípulos da Aliança Renovada, que acreditam nEle e obedecem a TORAH! Rev.14:12 são os Kohanim na renovada ordem de Melech-Tzedek!

Quando Yahushua ressuscitou, ele se tornou o primeiro sumo sacerdote de El Elyon na ordem dos Melech-Tzedek desde Yaakov. Shem atuava como Yahushua, tanto como Rei e Sacerdote, considerando que o sacerdócio e a realeza depois da Torá tornou-se em ofícios separados, e para todos os anos antes de Yahushua reunir esses dois ofícios.

Esses ofícios também foram reunidos em nós também, como Rev.1:6, onde diz que nós somos Reis e Sacerdotes, portanto a única finalidade para que se encaixar nesse projeto duplo é a de Melech-Tzedek. Termine dando uma olhada versículo por versículo em Yvrim/Hebreus 7:1-28.

Mammon ou Manna? Mateus 6:21-34, Luka 16:9-13

Qual é o seu Mammon pessoal?

Mammon deriva do latin “riquezas”, de “μαμμωνάς no grego, e no siríaco mamona”(riquezas), [1] aramaico “mamon” (riquezas, dinheiro), [2] [3] uma palavra emprestada do Mishnaico hebraico ןוממ (MMON), que significa dinheiro, [4] [5] [6] riqueza [7] ou posses; [8] embora também possam significar “aquele em que alguém confia” [2] (Os estudiosos estão divididos sobre a etimologia). [2])

  • Mammon – Mammom é uma palavra siríaca, um nome dado a um ídolo adorado como o deus da riqueza. Tem o mesmo significado que Plutão entre os gregos. Não se sabe se os judeus sempre adoraram formalmente este ídolo, mas eles usaram a palavra para denotar riqueza. O significado é, não podem servir a Elohim verdadeiro, e ao mesmo tempo ser extremamente empenhado em obter as riquezas deste mundo. Um deve interferir no outro.
  • Mamona (às vezes “Mamuna”) é sinônimo de Mammon em países eslavos. Atualmente, a palavra “mamona” é usada no sentido figurado e depreciadamente no idioma polonês como sinônimo de dinheiro. Esta tem origens escriturais, ver mais acima. A palavra “mammona” é muitas vezes usada no finlandês e Línguas da Estônia como sinônimo de dinheiro.
  • Na cultura espanhola, onde Mammon não é tão bem conhecido, a imagem usada para criticar o amor a riqueza é o bezerro de ouro, [13] idolatrado pelos israelitas contra a vontade de Elohim.
  • Em alemão, a palavra “Mammon” é um termo coloquial para “money”.
  • Em árabe a palavra “amaana” significa uma relação de confiança financeira ou material que se dispõe alguém. Sua raiz triliteral é Alef – Men – Nun, e por isso é provável um cognato com o siríaco “mamona”. Suméria não é uma Língua semítica apesar de ter sido suplantado pelo acadiano, que é semita.
  • No Alcorão, um personagem chamado Haman, é mencionado junto com o nome do faraó em seis ocasiões em dois capítulos, 28:6; 28:8; 28:38; 29:39; 40:34; e 40:36. Na tradição muçulmana identifica este Haman como uma pessoa de riqueza incrível.

– FOI MAMOM OU O MANÁ QUE DESCEU DOS CÉUS? A ESCOLHA É SUA!!!

 

MALKI-TZEDEK

 Há muitas coisas a dizer sobre ele!

 

Pelo Sholiach Moshe – Aviv 23 -5984

 

Yvrim-Hebreus 12:22-24; 11:10.

 

Yvrim-Hb. 5:5-14:

5 Assim também o Moshiach não se exaltou a Si mesmo, para se tornar um Kohen Gadol, mas Aquele que Lhe disse: Tu és o Meu Filho, hoje Eu Te gerei.

6 Quando Ele também diz em outro lugar: Tu és um Kohen le-olam-va-ed, segundo a ordem de Malki-Tzedek. (Que ORDEM era esta?)

7 Que nos dias da Sua carne, tendo Ele oferecido tefilot e súplicas, com forte clamor e lágrimas, Àquele que era capaz de salvá-Lo da morte, foi ouvido;

8 Embora Ele fosse o Filho, ainda assim, Ele aprendeu a obediência pelas coisas que Ele sofreu;

9 E Ele cresceu para ser perfeito, e Ele tornou-se o autor da salvação perpétua para todos os que Lhe obedecem;

10 Tendo sido chamado por, הוהי Kohen HaGadol, segundo a ordem do Malki-Tzedek;

11 Acerca de que nós temos muitas coisas a dizer, mas ao dirigirmos a alguns, se torna árduo explicar, vendo que são negligentes em ouvir. [1]

12 Pois quando por ocasião deste tempo, devíeis ser morim, tendes necessidade de alguém que vos ensine novamente os primeiros princípios dos escritos primários de הוהי, e vos tornastes naqueles que necessitam de leite, e não do alimento forte.

13 Pois todo aquele que usa leite é incapaz na palavra da tzedakah, porque é uma criança;

14 Mas o alimento forte pertence aos que são maduros, aos que em razão do uso da palavra, têm seus sentidos exercitado, para discernir a ambos, o tov e o mal.

 

Ler Gênesis 9:21-25- Comentario nos versos no Cap. 9:16-17.

Ler Gênesis 24:25-40- Comentario nos versos do Cap. 14 versos 18-20.

Ler Gênesis 15:9-12 – Comentario nos versos do Cap. 15 versos 4-6; Avraham creu na Palavra-Yahushua.

 

Estas coisas Sholiach Shaul/Paulo conhecia como visionario/apóstolo, mas não revelou-as naquele momento. Visionários podem ver e revelar muitas destas coisas.

 

Nosso Premio Perpetuo está aguardado com O Messias Yahushua- Os ressucitados possuem este PRÊMIO ESPECÍFICO!

-Yahrushalayim Celestial-Cidade de Enoc.

-União com uma inumerável quantidade de mensageiros.

-União com a assembleia geral dos redimidos, de quem seus nomes estão escritos no Livro Do Cordeiro. A Assambleia de Enoc.

-Espíritos justos se tornam-se perfeitos pelo perdão do Messias.

-Nós somos aqueles que o Aba deu todas as coisas e somos Sacerdotes e Reis na orden da aliança perpetua de Enoc.

-O retorno ao nosso estado como elohim celestiais imortais como Enoc, Elias e muitos outros na Assembleia.

[1] YAH quiz revelar muitos misterios de Malki-Tzedek pelos séculos  aos crentes, mas debido a muitos terem deixado de seguir a Yahushua por varios motivos criados por falsos conceitos Judaicos do Judaísmo Tradicional dos primeiros séculos,  ELES simplemente não podem falar destes temas muito avançados. Nada mudou hoje em dia, perdemos muito tempo perseguindo e se entregando a muitos que “mudaram” de Yahushua para “Moises”, e do monoteísmo em pluralidade (echad de YAH) por um monoteísmo extremo que nega o Filho e o Pai como um (echad). Por tanto, muitos misterios da fé seguem ocultos/encobertos e não explorados, até que os visionários dos últimos tempos se levanten.

 

Bilam um “profeta por dinheiro”

Pelo Rabbi Moshe Yoseph Koniuchowsky

 

Vaikra/Números 22:12.

 

Balack, rei de Moab, era um idólatra, fraudulento, sujo e Rei diabólico. Ele estava com muito medo e com medo das vitórias do Elohim de Yisrael e de Seu poder. Balack, um tipo de Satanás estava em panico, tremendo pelo poderoso povo de YAH. “Ainda hoje existem muitos crentes por dinheiro também. “Balack sabia que a única maneira de destruir o povo de Israel, para que não conquistassem a Moab, era colocando-os debaixo de uma maldição. Aí vem o profeta “Balaão” em ação. Balaão estava determinado a ser contra a palavra de YAH, e contra o povo de YAH, para assim se apoderar de lucros gananciosos. Ele estava determinado a fazer o impossível, tudo por dinheiro. Ele foi determinado a invocar/enviar uma maldição de YAH sobre Israel.

 

V.7-​​8 – O diabo nunca desiste. Rei Balack gradualmente convenceu e provocou o profeta Balaão a fazer isso.

V.34 – O inimigo não só está nos cansando e nos convencendo gradualmente com grandes tentações, mas o inimigo envia estas tentações por ângulos diferentes para atacarnos.

 

Satanás com muita freqüência te colocará em lugares diferentes e em “serviços religiosos por ganância” para que você desobedeça a YAHUAH. Balack confirma o trato diretamente através das armadilhas e decepções. Ele tem uma petição direta numa maldição, em vez de pedir ajuda para Bilam, que é a mesma coisa que amaldiçoar. Se o burro de Bilam não tivesse rejeitado o profeta, a profecia não teria acontecido. “Eventualmente YAH cruzou o seu caminho e como” Espírito de YAH ” veio sobre ele, e ele (Bilam) trouxe a profecia que Yahushua seria a salvação messiânica.

 

Números 24:14-19; 23:21; 24:7; 23:9 (a quarta parte Yahushua). Bilam buscava o fim de Yahushua.

 

Finalmente, 2 Pedro 2:15-16. Muitos de nós como Bilam somos tentados a ser de duplo ânimo, tentados pelo dinheiro ou o amor ao dinheiro.

 

1 Timóteo 6:6-10 é o puro favor imerecido e proteção o que YAHUAH o empurra a Ele a colocar o obstáculo em nosso caminho para obter dinheiro. YAHUAH vai colocar uma rejeição através de pessoas vãs em nossas vidas, para rejeitar o nosso mau comportamento, o qual é muitas vezes contrário a Palavra de YAH, e contrário das bênçãos de YAH.

 

Lucas 16:9- O humor sarcástico de YAHUAH como um aviso.

Lucas 16:3- Nós é que temos que lembrar e ensinar constantemente que não podemos servir a YAH e a Mamom (dinheiro).

 

2 Pedro 15 – Amando o dinheiro é chamado de pagamentos injustos. YAH chama a Bilam de louco. Não seja louco. Vamos ser submissos. Vamos agradecer a YAH que coloca os obstáculos para evitar erros em nossas vidas. Devemos ser como Daniel e não como Bilam. Daniel rejeitou as ganâncias injustas, Daniel 5:17.

 

MA’ASER LE YAHUAH (DÍZIMO PARA YAHUAH)

Qual a posição da YATI/NYA sobre o Dízimo para YAHUAH?

 Escrito pelo Discípulo de YAHUAH – Rabino Moshe Yosef Koniuchowsky

Traduzido pela achot Aline Coutinho, adaptado e corrigido pelo Moreh Yahusef ben Abraham da NYA/YATI no Brasil

Comentários em Itálico (*) do shaliach Moshe K.

 Bereshit/Gen. 14:20: “Bendito seja o Altíssimo Elohim (EL-Elyon), que entregou os teus inimigos em tuas mãos! E ele deu-lhe o ma’aser (dízimo) de tudo.”

(*) Dízimo antecede o casamento de Yisrael no Monte Sinai. Portanto, independentemente da existência da Torah escrita ou não, o dízimo é requerido para todos os crentes. Também nós sabemos que Avraham (Abraão) foi discípulo de Shem (Sem) e Noach (Noé), pelas muitas referências em Sefer Yashar, ou o Livro de Jaser. É certo que Shem e Noach pagaram seus dízimos à YAHUAH, porque se não fizessem isso, eles não poderiam ter ensinado a Avraham (Abraão). Veja Sefer Yashar capítulo 9:5-6! Isto é essencial para entendermos que todos os nossos patriarcas pagaram os seus dízimos, e que o dízimo nunca foi limitado somente aos dias após na qual foi dada a Torah.

 9:5: E quando Avram saiu da caverna, eu fui a Noach e seu filho Shem, e fiquei com eles para aprender a instrução de YAH, e os seus caminhos, e ninguém sabia onde Avram havia ido, e Avram serviu Noach e Shem por muito tempo.

9:6: E Avram ficou na casa de Noach por 39 anos, e Avram conheceu a YAHUAH a partir de 3 anos de idade, e eu fui nos caminhos de YAHUAH até o dia de sua morte, como Noach e seu filho Shem lhe ensinava, e todos os filhos da terra naqueles dias grandemente transgrediram contra ele, e que serviram a outros deuses, e eles esqueceram de YAHUAH que os criou na terra que fez para si mesmo, nesse momento, cada um serviu ao seu deus, deuses de madeira e de pedra, que não falava, ouvia, e os filhos dos homens, serviram a eles, e eles se tornaram os seus deuses.  

Bereshit/Gn. 28:22: “Esta pedra da qual fiz uma coluna será um Bayit (casa) de Elohim, e pagarei o ma’aser (Décima parte) de tudo o que me deres.”

(*) Yaakov (Jacó) também praticou o dízimo. Ver Sefer Yashar 28:18 onde Yaakov (Jacó) aprende sobre o dízimo com Shem (Sem) e Éber!

 

28:18: Naquela época Yitzchak enviou seu filho mais novo, Yaakov para a casa de Shem e Eber, que aprendeu as instruções de YAH, e Yaakov permaneceu na casa de Shem e Eber, por 32 anos, e seu irmão Esav não foi, porque ele não estava disposto a ir, e ele permaneceu na casa de seu pai, na terra de Canaã.

Wayiqra/Lv. 27:

30: “Todos os dízimos da terra, tomados da zera (semente) do solo ou dos frutos das ets (árvores), são propriedade de YAHUAH, é Kadosh (separado) para YAHUAH.”

(*) O dízimo é uma ação pura diante de YAHUAH e separado até mesmo ANTES DE VOCÊ ENTREGÁ-LO.

 

  1. “Se alguém quiser resgatar alguma coisa de seus dízimos, ajuntará uma quinta parte.”

* Em Yovel-Jubileu os dízimos roubados ou emprestados não só DEVEM ser devolvidos, mas também pagos de volta com juros! Isso não é “um negócio, onde você entrega o que quiser dar,” mas um programa, onde YAHUAH ordena começar com 10%.

 

  1. 32. “Todos os dízimos do gado maior e menor, os dízimos do que passa sob o cajado do pastor, o dízimo será kadosh à YAHUAH.”

(*) O termo “do que passa sob o cajado”, significa que qualquer coisa que YAHUAH der a você, em QUALQUER TEMPO, tem que ser dizimado.

 

  1. 33. “Não se fará escolha entre o que é bom ou mal e não será substituído. Se alguém fizer isso, tanto o animal substituído como o que substituiu, serão algo Kadosh, não poderão ser resgatados.”

* Atualmente dizemos: nós não devemos considerar se é do Bruto ou do líquido, significando se é bom ou mau resultado do nosso emprego. Nós devemos dizimar dando o dízimo a YAHUAH, sem julgar se Ele diz do Bruto ou do líquido. Tudo “do que passa sob o cajado” da provisão dEle, tem que ser dizimado.

Bamidbar/Nm. 18:

  1. 21. “Quanto aos levitas, dou-lhes como patrimônio todos os dízimos de Yisrael, pelo serviço que prestam na Tenda de reunião.”
  2. “Mas o dízimo dos filhos de Yisrael, que eles ofertam como uma oferta terumah (voluntária) a YAHUAH, lhes dou como herança. Eu declaro que eles não possuirão herança alguma no meio dos Yisraelitas.”

(*) Todo Yisrael tinha que dizimar aos levitas. Hoje, como os patriarcas, nós podemos pagar o nosso dízimo a QUALQUER líder de uma Comunidade Yisraelita, através da ordem de Shem, o primeiro Malki Tzedek, desde que eles estejam debaixo do Supremo Kohen (Sacerdote) Yahushua, o líder da ordenança dos tempos atuais de Malki Tzedek. Os levitas coletaram os dízimos na Torah e nas épocas do Templo, mas YAHUAH espera que dízimos venham ser pagos para sempre, assim como Ele não muda. Veja Malaki/Malaquias 3:6 e Ivrim/Hebreus 13:8.

  1. “YAHUAH disse a Moises (Moshe):”
  2. “Dirás aos levitas: quando receberdes dos Yisraelitas o dízimo que vos dei de seus bens por vossa herança, tomareis deles uma oferta (terumah) para YAHUAH; o dízimo dos dízimos.”

(*) Isso é mais uma prova de que todos os seguidores de YAHUAH precisam dizimar e de que não estão limitados a dizimarem aos levitas, pois ATÉ OS LEVITAS foram ORDENADOS a dizimar DIRETO A YAHUAH de livre arbítrio!!! A ideia do livre arbítrio em dizimar direto a YAHUAH, é antes da Torah e antes também da entrega da Torah. Nós temos que ENCONTRAR um servo de YAHUAH da ordem de MalkiTzedek e voluntariamente pagar os nossos dízimos DIRETO a YAHUAH, ATRAVÉS desta pessoa. Nada mudou. A única mudança é que a pessoa pode escolher um servo justo de YAHUAH, em quem nós podemos pagar os dízimos direto a YAHUAH, diferentemente de estarmos limitados aos que pertencem a uma linhagem sanguínea, independentemente de serem justos ou lhe faltarem algo.

  1. “Desse modo, fareis também vós uma terumah (oferta) devida a YAHUAH de todos os dízimos que receberdes dos Yisraelitas, e esta terumah, oferta reservada para YAHUAH, vós a entregareis ao kohen (sacerdote) Aaron (Aarão).”

(*) Note que quando YAHUAH nos mostra como ter uma boa atitude ao dizimar, onde Ele mesmo primeiro recebeu Seus dízimos e depois o entregou ao líder em Yisrael!

Devarim/Dt. 12:6: “E nesse lugar que apresentareis vossos holocaustos e vossos sacrifícios, vossos dízimos, vossas primícias, vossos votos, vossas ofertas espontâneas), os bechorot (primogênitos) de vossos rebanhos brutos e miúdo.”

12:17: “Não comerás dentro dos teus muros o dízimo de teu trigo, nem de teu vinho, nem de teu óleo, nem os bechorot de teu gado bruto ou miúdo, nem aquilo que ofereces por votos, nem tuas ofertas, nem tuas primícias.”

(*) Você não pode pagar os dízimos para si mesmo, ou em sua moradia, mas no lugar escolhido por YAHUAH, querendo dizer, a um dos Seus servos da ordem de Malki Tzedek, NÃO DA SUA FAMÍLIA! Me desculpe…

14:22: “Porás separadamente o dízimo de todo fruto de tuas sementes, de tudo o que o teu campo produzir cada ano.”

(*) Somado ao 10% do dízimo de sempre, nós temos outro 10% do dízimo anual. Agora subimos para 20%.

14:28: “No fim de três anos, porás de lado todos os dízimos da colheita desse terceiro ano, e depositarás dentro de tua cidade,”

(*) Agora existe o dízimo dos três anos. São outros 10% a cada três anos. Subimos então para 30% a cada três anos e 20% todos os outros anos.

Devarim/Dt. 26:

  1. 12. “Quando tiveres acabado de dizimar o dízimo de todos os teus produtos, no terceiro ano, que é o ano do dízimo, e o tiveres distribuído ao levita, ao ger (estrangeiro), ao órfão, e a viúva, para que tenham em tua cidade o que comer com fartura.”

(*) Então nós temos o dízimo de sempre, o dízimo anual festivo, e o dízimo trianual para o pobre e necessitado. Um não repõem o outro. ENTRETANTO, Yahushua veio para simplificar as coisas e já que não temos o anual e o trio dízimo anual, porque o Templo ou a Ordem Levítica não seguem ministrando em Yahrushalaiym (Jerusalém), novamente nós estamos de VOLTA AO PRINCÍPIO DE TUDO, OU DE VOLTA A GENESIS, voltamos ao normal, a simples parasha do dízimo DE SEMPRE! Se você está suando e bufando nesse exato momento, provavelmente é porque você não quer aceitar o simples mandamento da Escritura, que confrontará com seu talão de check/bolso, o mais “santo” lugar em nossa insegura vida secular humana. É como satanás falou a respeito de Iyov/Jó:

“ UM HOMEM DARIA TUDO POR SUA CARNE E PARA ALIMENTAR A SUA CARNE”.

Malaki/Malaquias 3:8-12:

  1. 8. “Pode o homem roubar o seu Elohim? Por que procurais roubar-me? E ainda perguntais: Em que vos temos roubado? No pagamento dos dízimos e nas ofertas.”
  2. 9. “Fostes atingidos pela maldição, e vós, nação inteira, procurais roubar-me.”

(*) Esteja certo de que você possa entender isso no mais profundo do seu Ruach (espírito). TODO não dizimista está sobre uma maldição financeira total ou parcial!

  1. 10. “Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do Templo, para que haja alimento em Minha Casa. Façam a experiência (e não prova como ensina a teologia Cristã) diz YAHUAH tzevaot (Elohim dos exércitos) e vereis se não vos abro os reservatórios do shamayim (céus) e se não derramo a minha bracha (benção) sobre vós muito além do necessário.”
  2. “Para vos beneficiar afugentarei o gafanhoto, que não destruirá mais os frutos de vossa terra e não haverá nos campos vinha improdutiva – diz YAHUAH tzevaot.”

(*) Nós podemos experimentar para nós mesmos que o dízimo funciona, e que é um mandamento perpétuo, quando simplesmente o fazemos e observamos para YAHUAH, repreendendo o devorador “satanás”, para o nosso bem e para o bem da Comunidade de Yisrael. Então, o que você está esperando?

Mattityahu/Mat. 23:23: “Ai de vós, Sofrim (escribas) e Prushim (fariseus) hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro, e do cominho e desprezais os preceitos mais importantes da Torah: a mishpat (justiça), a rachamim (piedade), a emunah (confiança-fé). Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante.”

(*) Aqui claramente Yahushua ensina que é CORRETO pagar os dízimos! O problema e quando as pessoas pensam que o dízimo substitui a piedade, a justiça, e um amor profundo por YAHUAH. O dízimo é parte do resultado de um programa completo de disciplina, mas não pode jamais passar por cima dos preceitos mais importantes da Torah! Dízimo é parte de uma dieta saudável e balanceada.

Ivrim/Hebreus 7:

  1. 2. “ao qual Avraham (Abraão) ofereceu o dízimo de todos os seus despojos, e, conforme seu nome indica, primeiramente ‘Melech Tzedek’ (rei de justiça) e, depois, Melech de Salem (rei de Salem), isto é, ‘Melech de Shalom (rei de paz).’”
  2. 3. “Sem aba (pai), sem Ima (mãe), sem genealogia, a sua chaim (vida) não tem começo nem fim, comparável sob todos os pontos ao Filho de YAHUAH, permanece kohen para sempre. 1
  3. 4. “Considerai quão grande é aquele 2 a quem até o patriarca Abraão deu o dízimo dos seus mais ricos espólios.”
  4. 5. “Os filhos de Levi, revestidos do sacerdócio, na qualidade de filhos de Abraão, tem por mitzvah (missão/mandamento) receber o dízimo legal (de acordo com a Torah) do povo, isto é, de seus irmãos (Yisraelitas).
  5. 6. “Naquele caso, porém, foi um estrangeiro (em quem a genealogia não vinha deles) que recebeu os dízimos de Abraão e abençoou o detentor das promessas.”3
  6. 7. “Ora, é indiscutível: é o inferior que recebe a benção do que e superior.”4
  7. 8. “De mais aqui, os homens (levitas) que recebem os dízimos são mortais 5; lá, porém, se trata de alguém do qual é atestado (pela Katuv) que vive.”6
  8. 9. “Por fim, por assim dizer, também Levi, que recebe os dízimos, pagou-os na pessoa de Avraham.”7
  9. 10. “Pois ele já estava no pó no íntimo deste (Abraão) quando aconteceu o encontro com o Malki-Tzedek.

(*) Isso significa que os Levitas não eram nascidos ainda, mas Já ESTAVAM PAGANDO OS DÍZIMOS a Shem, assim como o pai deles, Abraão, já que a autoridade da ordem de Malki-Tzedek tem uma AUTORIDADE perpétua para servir como sacerdotes no sacerdócio que não muda e podendo coletar os dízimos PARA SEMPRE nesse sacerdócio que também não muda. Eles podem receber os dízimos dos dois, antes e depois da entrega da Torah, e dos dois, antes e depois da vinda de Yahushua! Essa é uma profunda mas aparente verdade, que Levi paga os dízimos a YAHUAH através de Malki-Tzedek, ATÉ MESMO ANTES DELES NASCEREM, OU ORDENADOS PARA RECEBER OS DÍZIMOS de homens, mostrando a natureza perpétua dos dízimos. O ponto é, se os Levitas tinham que pagar os dízimos para Shem, então o dízimo não e constrito ou limitado para os Levitas e ao serviço deles na época do Templo e do Tabernáculo.

Finalmente, o que diz realmente Corintiyah Bet (2 Coríntios) 9:5-7?

Não nos ensina que dar financeiramente, depois da vinda de Yahushua, não é baseado no livre arbítrio, onde cada crente determina o valor, algo em sua oferta? Em uma “casca de amendoim” a resposta é NÃO! De maneira alguma! Vamos analisar esses versículos.

  1. 5. “Por esse motivo, julguei necessário rogar aos irmãos que nos procedessem juntos de vós e preparassem em tempo a generosidade prometida. Assim, será verdadeiramente uma liberalidade (benção), e não uma mesquinhez (um ato de extorsão).”
  2. 6. “Convém lembrar: aquele que semeia pouco, pouco ceifará. Aquele que semeia em fartura, em fartura ceifará.”
  3. 7. “Dê cada um conforme o impulso do seu lev (coração), sem tristeza nem constrangimento. Elohim (YAHUAH) ama o que dá com alegria.”

Quando Yisrael estiver sendo restaurado, a igualdade tem que prevalecer em tudo que for coletado, incluindo dar uns aos outros. Esse midrash ou explicação, não está falando do dízimo ou pagar os dízimos, na qual é um mandamento perpétuo da Torah, começando com o mínimo de 10% do seu salário bruto. Dízimo não é algo que uma pessoa faz arbitrariamente, ou de acordo com a sua própria mente. Ao invés disso, aqui SOMENTE está falando da terumah, oferta de livre arbítrio, ou do cuidado e mantimento do povo espalhado de Yisrael, onde um tem a liberdade de dispensar de acordo com as suas decisões pessoais, baseado na abundância de cada um, sendo muito, ou pouco.

Mais uma vez aqui está falando do livre arbítrio no cuidado com outros Yisraelitas, onde a porcentagem é arbitrária. O dízimo perpétuo não é arbitrário, e não é uma opção, assim como Shaul/Paulo admite aqui afirmando DUAS VEZES que ele estava falando de um cuidado financeiro pelos irmãos e não o dízimo perpétuo de YAHUAH ELOHIM.

Você é dizimista, ou você inventa novas desculpas que parecem mais fáceis, seguindo a doutores que ensinam que não se pode dizimar nos dias de hoje, porque não há Templo e não há uma ordem levítica? Se a Religião pratica e distorce o dízimo, nós Yisraelitas não temos nada a ver com esses aproveitadores, pois o dízimo encontra-se na Torah e foi idealizado por YAHUAH. Se o dízimo não pode ser mais praticado hoje, pois certos indoutos que não seguem Torah dizendo que não há Templo e levitas, também não é possível ensinar a Torah após a destruição do Templo, pois essa era a função direta e exclusiva dos Levitas, e jamais de Rabinos, Pastores, Padres, Bispos, etc. Você está finalmente preparado para obedecer este mandamento e livrar sua mente destes supostos “mestres” que hoje em dia não seguem a Torah, e pensam que podem interpretar qualquer mandamento da Torah? Obedecer é MELHOR do que sacrificar, ou qualquer outro tipo de serviço direcionado para YAHUAH!

Selah-Pensa!!

  1. 1. Isso significa que o Malki-Tzedek (Melquisedek) original era o patriarca Shem, assim confirmado no Pergaminho de Yasher (Jasher). Yahushua nasceu na existência dessa ordem e se tornou o Melki-Tzedek como Shem antes dEle (visto no verso 4, onde Abraão paga os dízimos para Shem). Nesse versículo, o autor afirma que os dois, o Shem original e o prometido para essa ordem, não estão na lista das genealogias Levíticas. Nenhuma recordação dos seus parentes sendo da tribo de Levi, já que nenhum deles eram sacerdotes da ordem de Levi. Nem Shem, nem Yahushua tem começo de dias, nem um final de uma vida sacerdotal Levítica, já que nenhum dos dois foram ordenados para começar, ou terminar, ou para aquele serviço. Os dois, sobretudo, tem genealogias citadas na Escritura. Shem, assim como Yahushua, serviram em uma ordenança perpétua e ele em posição foi uma figura de Yahushua, que serve nessa perpétua ordem que não pode nunca passar/acabar.
  2. 2. Shem (Sem), filho de Noach (Noé).
  3. 3. Shem abençoou a Avraham (Abraão).
  4. 4. Shem era maior que Abraão.
  5. 5. Sacerdotes Levíticos.
  6. 6. Nota que esse versículo não diz que Shem era imortal. Ao contrário, ele vive continuamente, assim como todos os justos na redenção são vistos em Hebreus 11. Shem estabeleceu a ordem perpétua, portanto é dito que ele vive para sempre em espírito, como seu galardão por estabelecer a ordem perpetua carregando o seu dízimo, como Aquele que ele figurativamente representa, o Mashiach (Messias) Yahushua.
  7. 7. Como parte de Yisrael.