Novas descobertas arqueológicas na Judeia

Nos últimos dias foram relatadas algumas descobertas incríveis que lançam luz em dois fatos históricos incríveis, o primeiro associado a Estado Judaico no período de Esdras e Neemias e o segundo, ao Profeta Samuel.

Nossa equipe já publicou aqui imagens da região que é considerada o local da residência do Profeta Samuel, e na localização do parque nacional Nabi Samuel, não muito distante de Jerusalém foi encontrado no último mês indícios de que o local já era venerado como a “casa do profeta Samuel” desde o século V AD. A confirmação veio pela descoberta de um monastério do período bizantino junto ao complexo arqueológico e nele uma fábrica de garrafas e cerâmicas onde os selos “Dir Samuel” foram encontrados, a palavra Dir era utilizada para determinar monastério naquele período.

Além desta descoberta, foi encontrados no lado oriental do mesmo complexo de vilarejos, indícios de uma outra vila habitada principalmente durante o período dos Hashmoneus e Herodiano, séculos III e II AC até o século I DC, e que foi destruída repentinamente pelos romanos durante a revolta judaica em 70 DC.

Além destes indícios, no local foram descobertas ruínas de períodos muito mais distantes, desde o período dos Reis de Israel, ou seja, a Idade do Ferro e até o Período Persa, este período está relacionado em Israel com o período de Esdras e Neemias.

Selo-Judaico-Seculo-V-AC

Nas ruínas do período persa foram encontradas alças de vasilhas de cerâmicas ou garrafas de vinho com selos como o que pode ser visto aqui, um “leão rugindo”, selo típico deste período em Israel, alguns deles incluíam o termo Yahud – Yehudi que significa Judaico ou Judeu, e outros seguiam com o nome do oficial responsável pela coleta de impostos, um dos que foi encontrado leva o nome Hananya ou seja, Ananias.

  • Na Bíblia nós aprendemos que o judeus, durante este período, foram autorizados a voltar para a Terra de Israel, a reconstruir sua vida, suas cidades de o Templo em Jerusalém, descobertas como estas vem lançar mais luz ao tão iluminado texto bíblico, demonstrando que os judeus voltaram não somente para Jerusalém e para os locais citados nos textos bíblicos mas por todo o país, cumprindo a profecia de Jeremias a respeito do destino do Povo de Israel.

‏”הַדָּבָר֙ אֲשֶׁ֣ר הָיָ֣ה אֶֽל־יִרְמְיָ֔הוּ מֵאֵ֥ת יְהוָ֖ה לֵאמֹֽר׃כֹּֽה־אָמַ֧ר יְהוָ֛ה אֱלֹהֵ֥י יִשְׂרָאֵ֖ל לֵאמֹ֑ר כְּתָב־לְךָ֗ אֵ֧ת כָּל־הַדְּבָרִ֛ים אֲשֶׁר־דִּבַּ֥רְתִּי אֵלֶ֖יךָ אֶל־סֵֽפֶר׃כִּ֠י הִנֵּ֨ה יָמִ֤ים בָּאִים֙ נְאֻם־יְהוָ֔ה וְ֠שַׁבְתִּי אֶת־שְׁב֨וּת עַמִּ֧י יִשְׂרָאֵ֛ל וִֽיהוּדָ֖ה אָמַ֣ר יְהוָ֑ה וַהֲשִׁבֹתִ֗ים אֶל־הָאָ֛רֶץ אֲשֶׁר־נָתַ֥תִּי לַאֲבוֹתָ֖ם וִֽירֵשֽׁוּהָ׃“‎

Jeremias 30:1-3

“A palavra que do Senhor veio a Jeremias, dizendo: Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Escreve num livro todas as palavras que te falei; pois eis que vêm os dias, diz o Senhor, em que farei voltar do cativeiro o meu povo Israel e Judá, diz o Senhor; e tornarei a trazê-los à terra que dei a seus pais, e a possuirão.”

Jeremias 30:1–3

É maravilhoso podermos ver aqui que a arqueologia segue demonstrando a veracidade e precisão do cumprimento profético e do relato histórico da Bíblia. Os arqueólogos prometeram que muitos outros detalhes sobre a região da Casa de Samuel deverão ser revelados com a continuidade das escavações.

Fonte: http://www.cafetorah.com/esdras-e-neemias-passaram-por-aqui/